22 de setembro de 2012

Prosas Poéticas no 2º Dia - Apresenta:


"Palavras"

Palavras boiam sobre o papel
como pensamento aprisionado.
São letras aglutinadas pelo pincel
que desliza suave pelo cartonado.

Algumas palavras são algemas
que encarceram letras na celulose.
Outras, formam docemente poesias.
Refletindo palavras em simbiose.


O papel é um campo aberto.
Pronto para rimar liberdade com verdade.
Semeando palavras a florir.

Livros fechados não reluzem...
Livros abertos simplesmente traduzem...
Palavras impressas na forma de luz.  


* * * * *
Carlúcio Bicudo
Direitos Autorais Reservados ®

* clique na foto e conheça o blog do autor.

23 comentários:

Lu Nogfer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lu Nogfer disse...

Disseste bem o poeta!
"O papel é um campo aberto."

Um lindo deslizar de palavras!
Parabéns Carlúcio!
Beijos!





J.R.
Desculpe deletar o primeiro comentário pelo envio duplo.
Comentei tambem nos poemas do 1º dia.
Tentarei passar em todos ainda que em algum post,com atraso!
Um abraço primaveril!

Célia disse...

Quando nos deixamos deslizar em palavras, tudo se modifica! Belo poetar! Parabéns!
[ ] Célia.

Everson Russo disse...

As palavras são as maiores formas de expressar sentimentos,,,sonhos,,,desejos e loucuras de amor...abraços fraternos...

VILMA PIVA disse...

Olá Carlúcio, palavras nos retém ao conteúdo de mil pensamentos. Ela nos imprime a liberdade de um campo aberto.
Bravissimo!!!
Beijos!

lua singular disse...

Olá Carlúcio
Para mim, você já é um poeta consagrado. Maravilhosa poesia.
Da gosto de ler tamanha beleza.
Parabéns
Dorli

Projeto de Deus 👏 disse...

Oi Carlúcio!
O papel é um campo aberto
que vai tomando forma e passando emoção em cada palavra expressada.

Lindo poema...
parabéns.

Zilani Célia disse...

OI CARLUCIO!
LINDO TEU TEXTO.
PARABÉNS .
ABRÇS


zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Adorei seu poema Carlucio!Nossas escritas,deslizam em palavras e ficam em um grande livro aberto,para que todos possam apreciá-las!

Abraços.

Carmen Lúcia

Escritora de Artes disse...

Todas as poesias sao belas...gostei muito!

Abçs

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Ese Campo Abierto que es el Papel y esas hadas maravillosas que son las Palabras, escondidas entre la maleza de sus trazos.
Precioso Poema.
Un abrazo.

Sempre Janice disse...

Amei seu poema.
"O papel é um campo aberto". . .
Quando cheio de palavras pode se transformar em um campo minado.
Beijos!!!!!

Sementes Preciosas disse...

Olá Roberto meu querido amigo!

Que maravilhosa ideia a sua, em que tantos poetas e comentaristas podem participar nesse clima de poesia e encantamento.

Encantamento que me toma, ao ler poesias tão lindas quanto a Vera Portela com sua "Momentos", Sheila Cristina com sua "MUlher", e "Palavras" de Carlucio Bicudo!
Parabéns ao idealizador Vendedor de Ilusões e aos poetas participantes!

Adorei!

Bjossssssssss

regina ragazzi disse...

No papel em branco nasce um belo soneto escrito por um inspirado conhecedor das letras. Muito lindo. Abraços

Clau disse...

Poesia encantadora;
pra ler e reler.
Gostei muitíssimo.
abraços \o/

Unknown disse...

Bom, prezado amigo! Muito bom!

Mariangela l. Vieira - "Vida", o meu maior presente. disse...

Lindo e inspiradíssimo, adorei!
Parabéns!
Mariangela

Unknown disse...

Parabéns Carlúcio, falastes bem no seu poema sobre o papel, a celulose, e o quanto é bom deslizar sobre ele expressando em palavras o que o nosso coração dita!
Abraços
Clarice Moreno

Unknown disse...

Carlúcio, boa noite!
Gostei deste "Palavras", tenho alguns poemas com o mesmo tema.

Beijinho,
Ana Martins

Maria Helena disse...

Que belas e inspiradas palavras!
As letras são desenhos que o poeta sabe bordar.Abraços:Maria Helena

Sensibilidade a navegar com poesias disse...

Parabéns, como é bom termos palavras suficientes ou próximas daquilo que queremos passar...

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Parabéns poeta Carlúcio Bicudo por encantadores e brilhantes de sua poesia "PALAVRAS" Palavras essas que revelam belas expressões poéticas. "Algumas palavras são algemas
que encarceram letras na celulose.
Outras, formam docemente poesias.
Refletindo palavras em simbiose." Desejo-te felicidade e sucesso. Francis Perot

Anônimo disse...

Olá Carlúcio Bicudo,lindo poema.
Amei parabéns beijinhos.