25 de setembro de 2012

Prosas Poéticas no 5º Dia - Apresenta:


“O que é isso?”


Que dor é essa?
Que afoga meu ser como em um turbilhão de ondas 
que não me permitem buscar ar na superfície
Que sensação estranha e desconhecida, que vem do 
fundo da alma sem encontrar repouso ou anestesia?
Porque o coração dispara e procura sair do peito 
quando deve se calar e continuar?!
Que insatisfação é essa de te ter e
não poder te tocar?!
Que raiva que surge borbulhando do mais profundo abismo 
que existe em meu ser, que quer gritar
o mais alto que puder?
Como, apesar de tudo, ela ainda está aqui?!

* * * * *
Kamila Mendes
Direitos Autorais Reservados ®

* clique no banner e conheça o blog da autora.

16 comentários:

Maria Luisa Adães disse...

Gostei dessa procura, do acalmar essa dor. Eu também a procuro, mas
ainda não encontrei o que procuro...

Maria luísa Adães

POR TODA MINHA VIDA disse...

Kamila ...Que lindooo!!! O tema a mim muito atual ...me tocou profundamente o coração ...parabéns nobre poetiza ...com um beijo Pedro Pugliese

Unknown disse...

Querida...Poetisa que dor é essa?
belo poema,me fez lembrar da minha dor, da perda de um de"Grande louco amor"que por mais que queira esquecer,"Apersar de tudo,ele ainda está aqui"...lindo,muito lindo.
Um abraço, Maria Machado.

Boa Sorte!

Mariangela l. Vieira - "Vida", o meu maior presente. disse...

Oi Kamila, Parabéns!
Um belíssimo poema que tocou no fundo na minh'alma!
Um grande abraço!
Mariangela

vera portella disse...

Kamila Mendes!

Entrastes nas profundesas de minha alma e copiaste atraves de versos o que lá lestes.
"Que raiva que surge borbulhando do mais profundo abismo
que existe em meu ser, que quer gritar
o mais alto que puder?"

Dor de amor...dor de afeto...dor de querer..."deve se calar e continuar?"

Parabens ...belíssimo poema.

Um abraço
vera portella

Unknown disse...

OBS:
"Que dor é essa
que afoga meu ser como
um turbilhão de ondas
que não me permitem buscar as na superfície???????"

Palmas.
Muitas palmas !!!
Beijos!!!!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Amei Kamila!Parabéns!

Lindo poetar!

bjs

Carmen Lúcia

Maria Helena disse...

Um poema escrito do recôndito da alma.Sensível, nostálgico,apaixonado,um coração dilacerado em dor mas que não desisti de amar.Belo versejar!
Abraços:Maria Helena

Projeto de Deus 👏 disse...

Kamila!

a insatisfação de ter e não poder tocar...ah! querida Kamila como dói mesmo...

tocante,profundo,lindo...parabéns

regina ragazzi disse...

É triste não se poder ter por inteiro aquele a quem ama. Um poema triste e belo. Bjss

lua singular disse...

Olá Kamila!
Que lamento triste...me emocionei
É triste e belo ao mesmo tempo.
Sabe mexer com nossos sentimentos...
Parabéns. Adoreiii.
Abraço nesse coração tristonho
Amanhã vou visitar seu blog
Lua Singular

Unknown disse...

Oi Kamila, que lindo poema, e muito tocante, pois quando se ama essa busca é incessante! Parabéns amei, gosto do romântico!
Abraços
Clarice Moreno

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

“O que é isso?” Eu diria que isso são versos produzido por uma brilhante alma. Parabéns e sucesso poeta Kamila Mendes pelos encantadores versos do seu poema. Francis Perot

Contos da Rosa disse...

Poxa, Kamila, quanta intensidade conseguiu transmitir em poucas palavras, hein?! Muito bom! Chega a causar uma certa aflição, tão bem colocadas estão as palavras à medida que se lê.

Parabéns pela excelente participação!

bjoss



Unknown disse...

Kamila, boa noite!
E ao poeta que se interroga e escreve com esta intensidade, não se pode chamar "fingidor".

Muito bonito!

Beijinho,
Ana Martins

Anônimo disse...

Olá Kamila Mendes!
Lindo poema falando de amor,um amor com paixão amei! Parabéns beijinhos.