26 de setembro de 2012

Prosas Poéticas no 6º Dia - Apresenta:



“Ao Poeta Desconhecido”

Ao poeta desconhecido, mando este aviso:
Tenha como mensageiro, o irrequieto beija-flor.
 Para andares um dia no andor
Tens de renascer em um parto sem dor.
                                          
    Mas, depois do dissabor.
Nasce teu filho, tua filha,
Teu poema, tua poesia,
Nascem com alegria, com amor.
  
Escreve, põe tuas palavras no papel,
Sejam elas amargas feito fel,
Sejam doces feito puro mel.
Falem do inferno, falem também do céu.

Não espere em vida o reconhecimento,
Solte tuas mensagens ao sabor do vento,
Que acalentem lares! Corações!
Quiçá um dia digam: És poeta! Um irmão!

* * * * *
Odair Ribeiro
Direitos Autorais Reservados ®

* clique na foto e conheça o blog do autor.

27 comentários:

Sónia M. disse...

Gostei muito deste poema!!
Obrigada J.R., pela oportunidade que nos dá, a nós, que aqui entramos, de conhecer todos estes talentos!

Deixo um beijo sussurrado...:)

Sónia

POR TODA MINHA VIDA disse...

Odair ...Que bela verdade ..dita de linda forma no seu poema ...Poeta ...Meus parabéns...com um abraço Pedro Pugliese

Verinha Portella disse...

Odair Ribeiro!!

Que alegria ter a oportunidade de conhecer seu trabalho.
seu Poema nos estimula,nos faz acreditar que tudo é possível
quando existe poesia na alma.
Até mesmo os amantes de poesias começam a escrever...

Um grande abraço,Poeta!

Parabens por essa maravilha de participação no prosa!


O Viviane é o máximo, Obrigada Mestre!

Verinha Portella disse...




RETIFICAÇÂO:
VIVIANI...MIL PERDÕES,por ter trocado a ultima letra de seu nome no comentario acima.
beijos
vera portella

Maria Machado: disse...

Quero agradecer ao Mestre J.R.Viviani
Pelas suas andanças conheceu meu blog, e logo de cara ficamos amigos,eu agradeço pela oportunidade maravilhosa,de todos os dias me deparo com lindíssimos poemas...Obrigado.
Quero dize ao poeta Odair Ribeiro que amei seu poema...Um carinhoso abraço.
Maria Machado.

Lilian Barbosa disse...

Olá Odair Ribeiro!
Que alegria ler algo tão estimulante para os poetas!
Meu irmão poeta, Parabéns pelo talento em fazer das palavras uma mensagem de amor e esperança!
Grande abraço!
Li Barbosa
www.autoralibarbosa.blogspot.com

Mariangela disse...

Oi Odair!
Parabéns pelo lindo poema e muito verdadeiro!
O importante é colocar as palavras no papel e soltar ao sabor do vento! Amei poeta!
Abraços!
Mariangela

Odair Ribeiro disse...

Agradeço os comentários sobre meu poema e também ao autor da ideia que nos cedeu esses espaço e a oportunidade de nos conhecermos e partilharmos nossas poesias.


abração ao "Vendedor de Ilusões" a todos!

Mary disse...

Oi Odair!
colocar palavras no papel, expressar emoções...suas ou aleias...
amor ou dores, alegrias de um amor recíproco, ou tristezas de um amor que se foi...
essa é missão de um poeta.
lindo e profundo seu poema,
parabéns.

bjos

Clarice Moreno disse...

Odair ! A palavra-poética emana sensações, reflexões sejam estruturadas ou não. Muito lindo seu poema, você passou para mim... não sei se para outras pessoas, ou qual leitura elas fizeram. Mas é na poesia que devemos nos revelar, botar para fora tudo aquilo que nosso coração dita. Parabéns ÉS POETA! UM IRMÃO!

Bia Hain disse...

Parabéns pela escolha das palavras, lindo poema! Um abraço!

VILMA PIVA disse...

Odair Ribeiro, que belo poema que traz a emoção do poeta e a certeza dessa arte missão! Parabéns pela tua bela poesia.
É um prazer estar compartilhando desse espaço com poetas maravilhosos como você.
Beijos!

marylú disse...

BRAVO, BRAVO..."Todos querem o perfume das flores, mas poucos sujam as suas mãos para cultivá-las". Essa é a verdade. Além de admiradores de belos poemas, podemos também ser Poetas, ter alma de poeta e soltar mensagens ao sabor do vento... Parabéns amigo Odair...belas palavras!!!!!!!!!!!!
beijos!

Maria Helena disse...

Sensibilidade ao bordar as letras, é assim o poeta,o poetar.
Os versos não nos pertencem,são sementes,o vento levará longe....poderá um dia se transformar em uma bela árvore e dará sombra e frutos.Abraços poéticos:Maria Helena

Zilani Célia disse...

OI ODAIR!
LINDO POEMA.
EIS O POETA, ESCREVE, SEM ESPERAR RECONHECIMENTO, APENAS O PRAZER DE COLOCAR EM VERSOS O QUE O CORAÇÃO DITA.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Sueli Gallacci disse...

Olá Vendedor de Ilusão!

Passando por aqui pela primeira vez e gostando muito de tudo... Me deleitando com poemas tão belos.

Grande abraço.
Sueli gallacci

Janice Adja disse...

Gostei!!!!
Boa rima.
beijos!!!!

Ana Martins disse...

Odair, boa noite!
Um poema dedicado aos poetas desconhecidos, o que não é sinónimo de menos bons.

Gostei!

Beijinho,
Ana Martins

Rosa Mattos disse...

Boa noite, meu querido amigo JR,

Demorei um pouquinho, mas aqui estou para prestigiar a apresentação dos poetas que banham o evento com talento e beleza.

Bacana este poema de Odair.

Meus cumprimentos!!

Abraços/

Dorli disse...

Olá Odair
Adoro beija-flores e faz tempo que não os vejo, mas agora não preciso deles, pois seu aviso chegou a uma aprendiz de poetisa e, que mesmo não chegando lá, encontro em seus versos uma magia e determinação e, nesses versos pude sentir o encanto do seu poetar que com certeza entrou no coração de todos que os leram.
E eu digo:
És poeta! Um irmão!
Parabéns. Adorei
Vou fuçar amanhã no seu blog
Abraços no coração
Dorli Silva

Eu...Suzana disse...

Lindos versos meu amigo Odair. Parabéns!! Um grande abraço. Suzana.

Sensibilidade a navegar com poesias disse...

Nosso legado com certeza será nossa poesia...parabéns...

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Lindo o seu versejar poeta. Parabéns e sucesso. Um grande abraço

Clau disse...

O dom do poeta é encantar o mundo com seus escritos...
Linda poesia.
Abraços!

regina ragazzi disse...

Uma linda mensagem em seu poema. O poeta não não poeta por ser conhecido ou não e sim pelo dom que ele tem. Abraços.

Lu Nogfer disse...

Belíssimo recado!
Concordo com cada verso!
O tempo de poetar é agora!
Seja onde e como for!

Parabéns Odair!
Virei sua fã!

Beijo, poeta!





Nelma Ladeira disse...

Olá Odair Ribeiro,lindo seu poema sobre poeta.
Realmente o tempo do poeta é agora!
Parabéns beijinhos.