28 de setembro de 2012

Prosas Poéticas no 8º Dia - Apresenta:


“Manoela”

Uma xícara de café à mesa
Observando a natureza a natureza
Apreciando sua beleza
          
 O som do piano me acalma
 Não estou aqui por engano
          
 Um dia fui alguém
 Hoje não sou ninguém
          
 Velho, cansado, desanimado
 Fui enganado
 Pelas voltas da vida
          
 O vento entra pela janela
 Me lembro muito dela

 Hoje, já não mais está aqui
 O tempo a levou também

 Onde estará ela...?
 Para onde fostes Manoela...?

 Tudo que eu posso fazer é esperar
 O meu dia chegar
 Para poder te encontrar
 Poder de abraçar
 Ó Manoela
 Porque partiste sem mim?

* * * * *  
Abraão Braga
Direitos Autorais Reservados ®


* clique na foto e conheça o blog do autor.

14 comentários:

Dorli disse...

Olá Abraão!
Muitos perdem suas Manoelas e a solidão dói, dilacera nossos corações, o ser humano não nasceu para ficar só.
Depois de curtir uma tristeza, uma dor profunda, tremer ao escrever versos, uma outra Manoela entra no nosso caminho para dar sentido a ela e aos poucos vão se amando e, a outra Manoela dorme serena em nossos corações.
Adoro poesias de solidão.
Você transpôs aqui uma poesia emocionante, apesar de triste.
Parabéns poeta, você conseguiu entrar no topo dos nossos sonhos e, é poetizando hoje com humildade que chegará a um futuro cheio de glórias.
Parabéns pela sutileza da sua poesia
Abraço no seu coração
Dorli

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Belas expressões poéticas grande poeta Abraão Braga. Parabéns e sucesso na arte da poesia. Francis Perot

Verinha Portella disse...

Bom dia,Poeta!

Seu triste poema é Poesia Pura!!!

Parabens
abraços
vera portella

Maria Machado: disse...

Querido Abraão...Amei seu poema que é muito triste,fala de sua manoela que já não existe mais,eu me endetifico do fundo de minha"alma com poemas de solidão...gostei muito.

Um abraço.parabéns poeta!!!

Maria Machado

Me visita:madamblogspolcom.blogspot.com

Zilani Célia disse...

OI ABRAÃO!
AINDA NÃO CONHEÇO TEU BLOG, MAS, TE PARABENIZO PELO LINDO TEXTO AQUI POSTADO, E VOU ATÉ LÁ, PARA CONHECÊ-LO.
SE QUISERES APARECER NO"SÓ PRA DIZER",
FICAREI CONTENTE.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Rosa Mattos disse...

Muito bacana tua prosa, Abraão.

Parabéns pela bonita participação.

Abraços/

Rosa Mattos
http://contosdarosa.blogspot.com

Maria Helena disse...

Saudoso poetar e muito belo.
Quantos leitores se encontraram e vão se encontrar em seus versos?!
É assim...o poeta escreve para o mundo e tem um mundo para si.
Abraços de coração:Maria Helena

Mariangela disse...

Oi Abraaão!
Que belo e emocionante poema, adorei conhece-lo!
Parabéns!
Abraços,
Mariangela

mlvieira.blogspot.com

Mary disse...

Abraão, que lindo e emocionante poema,um coração triste, uma pergunta solta ao vento, quem irá responde-la...lindo..parabéns

Abraão Braga disse...

Poxa,que honra,fico muito grato á todos pelos elogios,faço isso por amor,por vontade,por inspiração! fico muito feliz em saber que existe gente que admira minhas humildes palavras,agradeço primeiramente a Deus,ao Viviani pela oportunidade e a todos vocês,de coração mesmo,um abraço,fiquem com Deus.

Lu Nogfer disse...

Que lindo Abraão!
O mundo da voltas e levas os mores mas um dia os reencontramos.Isso é o mais certo!

Parabéns e muitos aplausos!

POR TODA MINHA VIDA disse...

Abraão ... belíssimo poema Parabéns Pedro Pugliese

Ana Martins disse...

Um poema de amor e saudade melancolicamente escrito mas, muito bonito.

Beijinho,
Ana Martins

Nelma Ladeira disse...

Olá Abraão!Lindo poema porem triste.
Parabéns pelo belo trabalho beijinhos.