2 de outubro de 2012

Prosas Poéticas no 12º Dia - Apresenta:



“A beleza do efêmero”

 A nuvem que caminha ao lado do sol
até se esvair completamente.
A borracha que apaga pacientemente os erros
impensados do lápis.
O açúcar, que diluído em café, torna-se
transparente e deixa seu rastro doce.
A melodia que acompanha a letra e
vira música para ouvidos alheios.
A chuva que cai e some na terra
para virar alimento.
O beijo de despedida que se transforma
em vaga lembrança.
Bolha se sabão, linda, leve e graciosa,
que estoura sozinha e vira nada.
A onda do mar que ora vem brava,
ora vem mansa, mas sempre morre
obedientemente na beira da praia.
A poeira da estrada que, quando um carro passa, 
levanta, faz a maior festa, mas fica para trás...
Talvez eu seja assim, a beleza do efêmero.
Só se percebe quando já se foi.

* * * * * 
Bia Hain
Direitos Autorais Reservados ®

* clique no banner e conheça o blog da autora.

27 comentários:

prazerdeescrever disse...

Olá Bia Hain!Lindo o seu poema!

Mesmo que dure um dia e que seja passageiro mas,o beijo fica em lembranças,junto com o vai e vem da maré e quem sabe,carregando as bolas de sabão à estourar nas profundesas do mar!

Bjs.
Carmen Lúcia

marylú disse...

MEUS APLAUSOS, BIA HAIN!
ESSA BELEZA DO CONJUNTO DE SUA POESIA, A MENSAGEM, A CERTEZA QUE TEMOS, DE QUE TUDO É PASSAGEIRO, TUDO NESSA VIDA É EFÊMERO...ATÉ MESMO A VIDA! MAS, É EXATAMENTE ESSA PASSAGEM QUE PERMITE QUE TUDO DEBAIXO DO SOL TEM A SUA IMPORTÂNCIA E SEU VALOR. É A BELEZA DA ESSÊNCIA DE TUDO QUE TRANSCENDE, ALÉM DOS NOSSOS LIMITES.
LINDA POESIA! PARABÉNS! BEIJOS!

Sensibilidade a navegar com poesias disse...

Que lindo...parabéns Bia...vou visitar seu Blog e te seguir...tenha um bom dia com paz...beijos

*Escritora de Artes* disse...

Oi Bia,

Belíssimo e emocionante poema, querida amiga tenha a certeza de uma coisa, já percebemos a sua grandeza e a sua beleza, e que bom que está aqui!

Abcs apertados

POR TODA MINHA VIDA disse...

Bia ...Belíssimo poema ... Impressionante a forma em que o fechas ...um discorrer tocante e maravilhoso ...fechando de forma tão bela que já li e reli...por varias vezes.... e a cada uma mais lindo o achei ...Meus parabéns com um abraço Pedro Pugliese

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

bonita reflexão!

Mariangela disse...

Tudo muito lindo...adorei, parabéns!
Beijos
Mariangela

Francis disse...

Parabéns e sucesso pelos os expressivos versos do seu belo poetar. Viva a poesia. Um bom dia. VENHA CONFERIR “HEBE CAMARGO” (estrela sorriso) AQUI NO RECANTO DAS LETRAS
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/3910524

Christian V. Louis disse...

Bia, parabéns pela sua participação.
Eu também vejo beleza no efêmero em algumas situações. As que citou e devo dizer que o desfecho ficou perfeito (eu tenho uma certa obsessão com desfechos, rs).
E quero parabenizar também ao autor JR. Viviani pela sua iniciativa de divulgar os trabalhos dos blogueiros que poetizam.
Percebi que cheguei atrasado, pensei que o Prosas Poéticas iniciasse somente no dia 1 de outubro, mas já estive dando uma olhada em autores que não conhecia.

=> CLIQUE => Escritos Lisérgicos...

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Parabéns pelo belos versos de sua poesia poeta. estarei seguindo o seu blog.

Dorli disse...

Oi querida Bia!
Como sempre tudo o que escreve é sensacional.
Eu quero caminhar nessa areia até encontrar o pôr do sol.
Fiquei encantada com tão linda apresentação.
Beijos
Dorli

Mary disse...

Bia!

Belíssimo poema,
Linda participação.

Amanhã será minha vez de participar do prosas tbm, te espero com carinho.




Maria Helena disse...

Que lindo encontro de versos, tocante,emociona.Tudo nesta vida é efêmero,a nossa viagem empreendida por esta vida é tão efêmera!Mesmo sendo tudo tão efêmero é permeado de sensibilidade,encanto,cada um dá o valor que o seu coração sabe avaliar.Versos apaixonantes que nos deixa apaixonados.Abraços poéticos:Maria Helena

Fernanda Oliveira disse...

Olá querido, primeiro quero agradecer sua visita em meu blog. Obrigada! E me torno hoje amiga dos seu blog e leitora e comentarista sim. Eu já estava para visitar seu blog há algum tempo, pois vi seu comentário em blogs de amigos. Então estou aqui e te convido a visitar meu blog Inspiração http://nandamusicpoesia.blogspot.com.br
se gostar, fique a vontade. E sobre o poema, gostei, muito bonito. Bjs! Fernanda Oliveira

Waldir disse...

Que belo Bia meus parabéns sabe o quanto admiro seus escritos.

Clau disse...

Poema lindo,onde percebemos que aquilo que é momentâneo,também traz uma beleza singular.
Abraços!

Patricia Galis disse...

Lindo minha amiga e verídico tem coisas que só percebemos quando se foi.

Dídimo Gusmão disse...

Belíssimo poema!
Adorei a forma como você escreve e descreve o efêmero.
Muito bom!

Carlúcio Bicudo
http://didimogusmao.blogspot.com.br/

Centelha Luminosa disse...

Boa noite Roberto Viviane, e boa noite, Bia Hain!
Poesia em que descreves maravilhosamente a beleza do efêmero. Gostei demais!

Parabéns pela participação na "Prosa POética"

Beijos da Lu...

MARIA DA FONTE disse...

Gostei do seu poema. Abraços

Ana Martins disse...

Bia, boa noite!

"Talvez eu seja assim, a beleza do efémero.
Só se percebe quando já se foi."

Lindo e verdadeiro!

Beijinho,
Ana Martins

LUZ disse...

Olá amigo,

Obrigada por sua visita e comentário.
Passarei a seguir o seu blog, também.
A poesia é um veículo de sensações e estados de alma.
Parabéns à aurora.

Abraços da Luz.

Angela disse...

Lindo o poema, grande verdade "a beleza do efêmero, só se percebe quando já se foi"
bjs

Rosa Mattos disse...

u.huu. Brilhante!!

Parabéns, Bia! bjs

Nelma Ladeira disse...

Olá Bia Hain!O beijo é o começo de tudo!O beijo te faz viajar em fim é muito bom ser beijada.
Adorei a forma como você escreve e descreve o efêmero,lindo parabéns.

Bia Hain disse...

Quero agradecer a todos que com gentileza deixaram seus comentários e ao J.R. Viviani por essa bela iniciativa. J.R., há um agradecimento especial para você na minha postagem de hoje. Um abraço!

Clarice Moreno disse...

Parabéns Bia Hain, seu poema é encantador, e mesmo sabendo que tudo nesta vida é tão fugaz, e tão breve... mas é lindo demais, porque a vida é bela, e a beleza da Bia Hain é permanente!
Um grande abraço
Clarice Moreno