13 de outubro de 2014

Prosas Poéticas na 7ª apresentação traz a criação de:



Flores do campo



Há anos ainda muito criança
Quando as belas flores do campo
Tinham seus perfumes naturais
E muitas gotículas de orvalho
Lá ia eu apreciá-las e cheirá-las

A cidade era bem pequenina
Nos seus arredores e baixadas, só flores
De todos os tipos e tamanhos a me encantar
Vocês jovens jamais verão
Tamanha maravilha natural

Após alguns dias estava eu lá novamente
E com dor no peito vi uma bela flor morta
Apanhei-a, com carinho e, na minha inocência
Quis plantá-la num lindo vaso e cuidar

Na esperança que ela ressuscitasse
Quantas ilusões se perderam no tempo
Hoje, não vejo mais tamanha beleza
Pois as maravilhosas flores do campo
Aqui já não existem mais


* * *
Dorli Ramos
Direitos Autorais Reservados ®
clique na gravura e conheça outras criações da autora.
 _______________________________________________________________________

76 comentários:

Miguel disse...

Minha querida amiga Dorli
Quando somos crianças temos sonhos irreais; depois de adultos devemos continuar a sonhar, não podemos deixar-nos influenciar por uma flor que, há muitos anos atrás, não floriu...
ADOREI seu poema. Lindo e muito verdadeiro.

Um beijo amigo
Miguel

✿ chica disse...

Linda participação da Dorli que sempre tem lindas inspirações! Valeu! parabéns! bjs, chica

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindo poema amiga Dorli,quanta inocência há em um doce coração de criança,é uma pena que agora já não existam tantas flores do campo,pois o homem as destrói mesmo antes que elas nasçam.
Parabéns,eu adorei.
Carmen Lúcia.

mz disse...

A memória será sempre um livro a partilhar. Neste caso, um jardim de flores silvestres.

Parabéns pela 7ª apresentação!


Nal Pontes disse...

Que poesia linda, Dorli, amei ler e reler. Ter uma criança dentro de nós é assim, a pureza e a sensibilidade pelas pequenas coisas nunca cessam. Viva a criança que tem dentro de você. Linda participação. Parabéns

SOL da Esteva disse...

As nossa ilusões infantis, de quando em vez, faziam milagres. Eram sonhos que ora se realizavam, ora se esvaiam.
As realidades, sabemos, são como as flores; quando termina o seu ciclo, partem para o Céu das Flores.


Beijos


SOL

Aparecida Ramos disse...

Passando, querido amigo, para desejar um Bom dia e uma semana cada vez mais abençoada e inspirada! E ainda dizer-lhe que sua página está igual um jardim florido... As flores mais belas e perfumadas se concentraram para que seus leitores e admiradores pudessem provar à vontade desse doce néctar - a Poesia!!! Beijo carinhoso na alma e no coração!!

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde

parabéns à Dª Dorli
pelo seu soberbo poema.Adorei

Excelente semana.Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Elvira Carvalho disse...

Juntar flores, crianças, sonhos e a sua inspiração, só podia dar um belo poema, Dorli.
Gostei.
Um abraço e uma boa semana.
Boa semana também para o Viviani.

Cristovam Ramos disse...

A autora está cada vez mais inspirada, mais brilhante! Parabéns e continue nos brindando com essas verdadeiras maravilhas!

Joana disse...

Lindo Poema com perfume de nostalgia. Mas o que seria do poeta sem ela, não é mesmo? A nostalgia nos leva as mais lindas inspirações. Parabéns!

Joana disse...

Lindo Poema com perfume de nostalgia. Mas o que seria do poeta sem ela, não é mesmo? A nostalgia nos leva as mais lindas inspirações. Parabéns!

Vanuza Pantaleão disse...

Aquela flor que plantaste, ressuscitou dentro de ti, Dorli, e tornaste poeta.
Amei!
Beijos, amiga!

Dorli disse...

A todos que passarem por aqui, os meus agradecimentos.
Eu fiz essa poesia em 2010, oferecendo-a a minha mãe adotiva, já falecida, que me proporcionou esses momentos felizes e fez de mim uma pessoa de bem.
Por coincidência, hoje seria o seu aniversário: Parabéns mamãe, me aguarde!
Um beijo a todos
Lua Singular

vendedor de ilusão disse...

Minhas amigas e meus amigos, não é de meu costume postar comentário sobre um comentário aqui feito, mas confesso que não resisti e de público quero deixar registrado que você, Dorli, me levou às lagrimas com o comentário que fizeste e também dizer-te que a tua mamãe está lá de cima, orgulhosa, vendo a filha maravilhosa, além de criativa e inspirada, que ela deixou aqui para nos encantar... Um beijo para você, Dorli.

Ricardo- águialivre disse...

Olá grande poetisa Dorli

Quando crianças somos mandatários da inocência conseguindo ver a beleza das coisas de uma forma pura e ...inteligente.
Em adultos podemos ver de forma inteligente, mas a forma pura por vezes foge um pouco da verdade das coisas

Achei o poema brilhante pois mostra como a criança na sua inteligência e pureza brinca com a natureza das coisas, flores ou outros de igual sonância
Parabéns por partilhar tão belo sentimento em poesia

Deixo cumprimentos

Querendo, visite(m)-me

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Mariangela disse...

Que linda esperança e sentimento, de ver aquela bela flor ressuscitada.Linda inspiração da minha amiga Dorli, como sempre!
Beijos e ótima semana!
Mariangela

Bell disse...

Dorli uma queridona minha.
Parabéns pela participação linda.

bjokas =)

Mary disse...

Dorli minha amiga que gosto muito, sempre tenho passado por aqui pra ver a linda participação dos amigos/as, e contigo ñ seria diferente.Seu poema é cheio de magia. Sinto pelo final!

Bjos no coração, sucesso sempre!

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde minha querida.. a melhor das fases.. lembranças que ficam.. o perfume tem algo místico que nos envolve de um jeito único..
que tempos assim possam voltar.. ou melhor que possamos no aqui agora ver a magia de anos atrás.. beijos meus querida Dorli

ॐ Shirley ॐ disse...

Quanta sensibilidade no coração de uma criança...
Belo poema, Dorli!
Beijos!!!

Marina Fligueira disse...

Hola, Dorli:

Es una maravilla tu poesía, nada mejor que las flores para inspirarse, y si es esa flor mustia que has encontrado tratan de resucitara... Mejor que mejor.
Me ha encantado.
Felicidades.
Te dejo un beso en vuelo.
Y un abrazo para nuestro amigo, J=R Viviani.

Esta haciendo un magnifico trabajo.

Mariazita disse...

Que beleza de poema, querida amiga!
Faz-nos recuar no tempo e reviver aquela infância em que fomos tão felizes com tão pouco!
E como éramos felizes!
Muitos parabéns pelo excelente poema.

Beijinhos
Mariazita

Beatriz Bragança disse...

Querida Dorli
Saudades de um tempo que não volta nunca mais!
Que lindo poema,tão bucólico!
As flores do campo são muito especiais,tal como a sua composição.
Muitos parabéns pela sua magnífica Participação.
Um beijinho
Beatriz

Lu Nogfer disse...

Ha muitas recordações que nos lembram que as flores de hoje metaforicamente ou não, ja nao sao mais as mesmas...
Parabéns a Dorli pela linda participação!

Beijos

Arione Torres disse...

Oi Dorli querida, que lindo!
Talvez um dia as flores voltem...
Parabéns amigo vendedor de ilusão pela organização das prosas poéticas!
Abraços e fiquem com Deus!

Guaraciaba Perides disse...

voltei no tempo e revivi minhas próprias lembranças...gostei demais.
Um abraço

Sinval Santos da Silveira disse...

Querida Poetisa, Dorli !
Aquelas flores estão vivas, sim,
no teu coração, e bem regadas com
todo esse amor.
Parabéns, amiga. Belo poema !
Um carinhoso abraço.
Sinval.

Célia Rangel disse...

Nota-se hoje o "minguar" de puros sentimentos expressos em seu poema! Modernidade? Belo e bem filosófico o seu poema! Parabéns!
Abraço.

dinapoetisadapaz disse...

Que lindeza de poesia Dorli! Memórias que seu coração guardou e hoje expressa em versos. Parabéns pela participação!

Bjss!

Marilene Domingues disse...

Que lindo e delicado poema!
Quantas coisas maravilhosas guardamos em nosso coração e que não voltam mais, mas as lembranças que ficam guardadas nos acompanham por um sempre.
Parabéns Dorli pelo poema encantador.
Beijos com carinho
Marilene

Verinha Portella disse...

Boa noite,Dorli!!

Sempre apreciei teus trabalhos..mas agora te superastes...lindo de mais.Reflete bem o que tem acontecido com o coração das pessoas, o individualismo, a falta de amor e entendimento.
beijos
veraportella

MARIA MACHADO disse...

Querida Dorli,de volta ao mundo virtual me deparo com flores do campo, uma deliciosa poesia cheia de lembranças boas do tempo que havia flores no campo, hoje infelizmente só há destruição com flores machucadas.

Querida sua participação foi brilhante aplausos pra você por sua bela criação, e parabéns para o grande Mestre Viviani por essa chance que ele nos dá.

Um abraço amiga!!!


Maria Machado

Rosemildo Sales Furtado disse...


Ontem, o campo era lindo, um encanto,
Florido, perfumado, ímpio, sem maldade.
Hoje, o campo é só pedra, um espanto,
O campo não é mais campo, agora é cidade.

Belo poema Dorli! Linda participação!

Beijos,

Furtado.

sub helena disse...

Querida Dorli,

Ah! O tempo da inocência, quando tínhamos dentro de nós o brilho da esperança infantil, quantas ilusões foram deixadas, ao longo dessa estrada chamada vida... AS flores arrancadas não florecem mais, os sonhos perdidos já não alimentamos mais... Lindo texto, beijo.

Vera Lúcia disse...


Parabéns pela bela participação, Dorli.
O poema é um encanto em doçura. Tudo é mágico quando somos crianças, pois nossos olhos inocentes tudo observa e tudo valoriza.

Beijo.

Sandra Cristina de Carvalho disse...

Oi Dorli, ser criança é assim mesmo, é querer transformar tudo ao redor. Fazer da morte, a vida. Quando somos crianças cremos que temos o poder nas mãos. Quantas as vezes eu também finquei no solo, caules de flores que eu acabava de retirar e crendo ser possível revivê-las, fincava-as ao solo. E eram assim que começávamos a perceber o significado da morte. Nem as nossas mãos eram capazes de ressuscitar o que já não havia mais vida. Perdíamos, então, a crença em nosso poder e aprendíamos que tudo que nasce morre. Essa decepção era mais um aprendizado de que não dominamos a natureza. Só uma pessoa tem em seu poder esse domínio: Deus!!!!
Boa sorte!!!!
Beijinhos.

cris braghetto disse...

Olá, Dorli.
Um poema singelo, que remete a infância de todos nós. Infância que hoje, poucas crianças vivenciam. Parabéns pela bela participação.
Abraços.

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

tamanha beleza existe sim amiga, você é uma delas!

Tunin disse...

A infância nos faz fantasiar o querer transformar a vida. Pura inocência infantil! Quando crescemos observamos que a vida é bem mais complexa e não podemos firmar os nossos desejos naquilo que não será possível.
Um poema bonito que descreve o imaginário da criança.
Uma excelente contribuição.
Abraços.

Nelma Ladeira disse...

Parabéns Dorli! Lindíssimo poema!!
É lindo á imaginação de uma criança!
Você colocou as palavras certa!
Gosto do jeito que escreve.
Beijinhos.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
Poema lindo criado com o que, seu bom coração sente e não esquece.
Dorli..Você é uma pessoa fantastica, consegue transferir através da escrita sentimentos ímpares.
Adorei passar por aqui.
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Dorli
Foi com imensa alegria, que depois de 15 dias fora de casa para conviver com netinhos amados e filhota... que venho, com calma, saborear o seu precioso poema em que fui refrescada na alma pelo orvalho que se derrete dos seus versos lindos...
Parabéns pelo deslumbre de sentimentos que perpassa cada verso poetado por VC!!!
A imagem é um deslumbre!!!
Bjm fraterno

Moacir Willmondes disse...

Bonito poema, triste constatação.

A vida adulta rouba um pouco da beleza que melhor se revela na infância e que depois se transforma numa paisagem guardada em nossa memória.

Parabéns à Dorli, pelo talento.

Nequéren Reis disse...

Poema maravilhoso devemos ser criança todos os tempos amei,como você existe milhões de crianças cheia de amor e carinho para devolver para quem precisa, arrasou sucesso.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Daniel Costa disse...

Dorli, mostra bem aqui o teu talento. Mostras poeticamente bem o que foi para ti, o bucolismo das flores campo. Constróis um poema bonito e sentimentalmente adequado.
Parabéns!!!
Beijos

Vanessa Palombo disse...

Oi Dorli,

Bela participaçao, um texto saudoso de um tempo bem vivido...

Abçs

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Linda sua participação querida Dorli.
Sempre poetisando com a alma.
Um abraço cara amiga e parabéns!

Sonia Tolfo disse...

lindos versos que retratam a realidade, muitos dos nossos jovens não terão a oportunidade e, se a tiverem, não reconhecerão a beleza que há nas flores do campo. Por aqui ainda as temos, muitas maria moles ainda amarelam os nossos campos. Bela participação, Dorli!
Abraço!
Sonia

Rosa Mattos disse...

Um poema suave como uma brisa, com toques de nostalgia e desesperança, que transmite uma honestidade de sentimentos muito real.

Beijos, Dorli. Parabéns. ♥

Bia Hain disse...

Parabéns, Dorli, encerrando com chave de ouro. Que os tempos vindouros sejam os melhores, a todos. Um abraço!

Ivone disse...

Dorli, linda participação, sempre nos encanta com versos assim, lembranças lindas da infância que nos mantém vivos, amo também poder recordar das belezas do meu tempo de criança, amei ler e a parabenizo!
Abraços linda amiga!

Ani Braga disse...

A inspiração fugiu de mim, por isso estive ausente por uns dias...
Sei que tenho muitas visitas a fazer e pretendo rever com calma todos os blogs que amo.
Por enquanto, passando para justificar a minha ausência por aqui.

Beijos
Ani

Roseli Rosa disse...

Querida Dorli um lindo e doce poema.
Beijos

Maria Alice Cerqueira disse...

Lindo poema minha querida amiga Dorli!
abraço amigo! Maria Alice

Anete disse...


As flores do Campo são lindas e a sua participação, Dorli, profunda e bela!
PARABÉNS!
O meu abraço...

Lucimar da Silva Moreira disse...

Maravilhosa participação, poema lindo amo flores, Dori parabéns beijos.
Blog /Fan Page / Twitter /

Ghost e Bindi disse...

Quanto sentimento, sensibilidade e emoção. Valores que perdemos, horizontes que sumiram de nossos corações, mas fica a poesia como uma estrela que brilha na esperança de todos nós. Lindo demais, amiga!

Ghost e Bindi

Chico Bueno disse...

Dorli, mais uma vez parabéns pelo belíssimo poema. Não me canso de afirmar que sua veia poética é riquíssima de inspiração. Sinto-me feliz e orgulhoso por ser seu amigo. Abração.

Artes e escritas disse...

As flores do campo me encantam assim como o seu gracioso poema. Um abraço, Yayá.

Lilá(s) disse...

Querida amiga Dorli
ADOREI o seu poema, é Lindo e muito verdadeiro!mas nunca deixe de sonhar...
Beijinhos

Anna D'Castro... disse...

Querida Dorli
achei este seu poema encantador e emocionante... tão puro como são as flores do campo na sua singeleza e simplicidade.
Parabéns minha querida. Muito bela a sua participação.
beijinhos

Zilani Célia disse...

OI DORLI!
EMBORA COM UM POUCO DE ATRASO POIS ESTIVE FORA, MAS NÃO PODERIA DEIXAR DE VIR TE LER, TE PARABENIZAR E ME ENCANTAR COM A SINGELEZA DE TEUS VERSOS.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Simone Felic disse...

Ótima reflexão , por aqui já não existem mais o que nos lugares que estas flores nasciam o que dá saudade e dor no peito.
Abraço.

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Sónia M. disse...

Muito bonito, Dorli.
A beleza ainda existe, naqueles que não se perdem da criança que há em si. Uma ternura este poema.

Não costumo ler os comentários já postados, mas hoje, por mero acaso, acabei por ler o seu...
Há pessoas que nunca morrem, continuam vivas através de tudo o que nos ensinaram...

Um abraço e um beijo nesse coração grande!

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Un Poema lleno de fragancia, inocencia, dulzura y recuerdos que son esencia de la Vida...de una niñez que jamás se olvida.
Precioso, como siempre, lo que transmites y lo que nos haces sentir.
Abraços e Beijos.

Lucinha disse...

Dorli,

Senti saudade de minha infância, ao ler esse tão lindo poema.
As coisas mudaram, e muito, mas eu continuo vendo muitas flores no jardim da minha vida.
Linda participação!
Beijos

Anne Lieri disse...

Muito linda sua poesia,Dorli! Nada como ter essa criança dentro da gente! bjs,

Carlos Hamilton disse...

Dorli,as flores marcaram sua vida e você com certeza levará este marco para toda a sua vida. Isto é essencial.

Abraços

Vieira Calado disse...

Pois... Está tudo a mudar.
Particularmente as coisas boas dum passado (ainda) recente.

Saudações poéticas!

NeusaMarilda_Lavienrose disse...

Lindo poema, a inocência da criança presente na alma que não cala frente as belezas da vida. Agradeço visita ao meu poema no Blog do Viviani. Bj.

Duendes disse...

Ohhhh linda poesia Dorli voce é demais .Grande talento.beijos.

Helena Medeiros Helena disse...

As melhores lembranças são sempre criadas na infância, quando o coração inocente vê beleza em tudo e acredita que o simples cuidar de uma flor a fará renascer e voltará a encantar o olhar. Tudo é magia nessa época, mas a realidade ao olhar infantil muitas vezes vai se formando nestas perdas sem regresso. Teu poema, a exemplo de todos os que são delineadas na tua alma, nos traz momentos de ternura e nos envolve nas próprias lembranças. As perdas, principalmente de alguém que tanto representou na nossa vida, como a figura da mãe, deixam cicatrizes que são reabertas facilmente quando uma lembrança mais doída se faz presente. O que consola é saber que de onde essa pessoa estiver, estará sempre a nos olhar com um manto de proteção e doçura, própria mesmo das pessoas que amam de verdade.
As flores do campo, meu anjo, aquelas que um dia o teu doce olhar vislumbrou, acredite, estão a florescer nesse teu generoso coração, elas não fenecem nunca. Prova disso são os versos que teus dedos pinçam da tua alma tão perfumada de amor e que vens nos presentear em poemas de pura beleza e significado.
Imagino em ti uma pessoa que muito sofreu, muito amou, e muito se dedicou em tudo que se propôs a fazer. Essa certa amargura que por vezes deixas vir a tona provam apenas que querias um mundo com mais harmonia, mais beleza, mais generosidade entre as pessoas. Mas minha amiga, o mundo é o que é, infelizmente nem sempre de acordo com aquilo que chamamos de mundo perfeito, pois este só existe mesmo numa outra dimensão... Aquele "mundo azul" que tanto queríamos ajudar a formar depende de tanta coisa! Mas só de tentar, acredite, já estamos tendo crédito por nossa boa vontade. E o pouquinho que fazemos é o que deve alimentar mais tentativas. Afinal, viver é isto, um processo de erros e acertos.
Desculpe ter-me alongado no comentário, mas apesar de não te conhecer pessoalmente tu és uma pessoa que muito admiro aqui na blogosfera.
Que te cheguem dias lindos, iluminados com as flores do campo que, tenho certeza, formaram os sorrisos e as estrelas que existem em profusão nessa tua alma iluminada de amor.
Com carinho,
Helena
(http://helena.blogs.sapo.pt)

Carmem Grinheiro disse...

Querida Dorli,
Neste pouco tempo de convívio, o que senti em você, foi uma capacidade incrível de poetizar tudo que vê, vive, tudo que respira. Há aí dentro dessa alma um mundo de sentimentos e vivências, de que nem sempre você quer, e nem precisa falar, mas que suas emoções esparramam através da escrita cheia de sutilezas e metáforas maravilhosas.

Um bj amigo

Ghost e Bindi disse...

Às vezes precisamos aceitar a morte e a ruptura para que um novo caminho se inicie. E deixar a alma receber o consolo dos amigos, dos seres queridos, dos bons espíritos, enquanto se recupera da dor. Até o dia em que o coração, mais forte, entenda porque tudo se passou daquela maneira...e a inocência da criança, escondida debaixo da cama num dos quartinhos da alma, espiará para fora e novamente verá flores nos campos.
Um grande abraço, Dorli!
Bíndi e Ghost

Cristal de uma mulher disse...

Que lindo aqui..fico feliz de visitar-te amiga..beijos